HOME  CADERNO F REGIÃO   ESTADO OPINIÃO IDÉIAS TURISMO O JORNAL ARQUIVO PROJETOS ANÚNCIOS SISTEMA

 


SABATINA
Leonardo Godoy "o homem que inventou Gostoso"

 
 
   

Por: Roberto Patriota // em: 25/07/2010
robertocpatriota@hotmail.com


 



Empresário Leonardo GodoyNatalense com passagem de trinta anos por Salvador na Bahia, Leonardo Godoy de Vasconcelos é o que se pode chamar de pioneiro. Para muitos foi o inventor da São Miguel do Gostoso que conhecemos hoje. Empresário bem sucedido em Salvador, certo dia de 1976 gozando suas férias pelo litoral se deparou com a enseada de Santo Cristo. Foi amor a primeira vista. Aquela imagem belíssima que só se consegue ver em Gostoso, ficou na mente de Godoy desde então. Em 1989, Leonardo Godoy resolve tomar novos rumos, deixa Salvador e constrói uma pousada de frente para a bela enseada dos seus sonhos. Para muitos foi um ato de "loucura", mas o tempo provou que não. Duas décadas depois do seu ato de coragem e ousadia, Gostoso tornou-se referência do turismo do Litoral Norte e do Estado. Naquela época não existia nada em Gostoso, o então distrito de Touros não passava de uma aldeia de pescadores, agricultores e pequenos comerciantes. Foi Godoy o primeiro a enxergar o potencial que se escondia entre suas dunas, coqueiros e enseada. Exatamente por isso ficou conhecido por muitos como "o homem que inventou Gostoso".
 



01 – Explique o porque de São Miguel do Gostoso?

Leonardo Godoy: Quando vi esta enseada linda com este cinturão de coqueiros e de onde vinham os ventos que são protegidos pelo espigão da ponta do Santo Cristo, disse, isto aqui vai dar samba.

02 – Quando você investiu na primeira pousada de São Miguel, a Pousada do Gostoso existia algum estabelecimento turístico na cidade?

Godoy: Não existia nada, era apenas uma vila de pescadores sem nenhuma estrutura, pra comprar prego pra ripa, tinha que ir a Natal.

03 – De onde veio à coragem para investir em uma pousada no então pequeno distrito do Município de Touros em 1989?

Godoy: Entendi tudo como uma aventura, mas que deu certo.

04 – Quais as primeiras dificuldades encontradas por você durante a construção da pousada?

Godoy: Todas, era tudo muito difícil ate para contratar gente para trabalhar na construção, era uma barra. Naquela época não existia estradas, era tudo muito precário. Tivemos que abrir estradas para a praia e levar energia através da colocação de postes.

05 – Sabemos que além da Pousada do Gostoso, você também foi pioneiro da gastronomia de Gostoso com o restaurante Latitude 5º, como surgiu a idéia de um restaurante de bom gosto em uma pequena cidade no inicio dos anos noventa?

Godoy: Infelizmente o restaurante não era dirigido para são Miguel e sim para o publico que freqüentava a pousada,, e logo recebemos uma estrela do guia quatro rodas e foi aquele aue.

06 – É sabido da sua participação ativa durante o processo de emancipação política de Gostoso. Como se deu essa participação?

Godoy: De uma maneira muito tranqüila, e é bom salientar que toda a cidade queria ai ficou muito fácil.


Com Creusa, esposa e braço direito no restaurante Lá Briza

07 – Logo depois da emancipação política de Gostoso o seu nome foi lembrado pela população para disputar a prefeitura do novo município, porque da recusa em ser candidato?

Godoy: Logo percebi que não era minha praia e decidi ficar com a tranqüilidade da praia de Gostoso.

08 – Durante o processo de consolidação do município sua participação foi bastante ativa, inclusive tendo sido responsável junto com amigos pela primeira emissora de rádio de São Miguel do Gostoso, como foi isso?

Godoy:Tudo não passou de uma brincadeira, mais ficou uma saudade danada, foi apaixonante a aventura radiofônica com a Gostoso FM.

09 – Você também participou ativamente da Associação Pró-Litoral Norte no inicio dos anos noventa. Fale um pouco sobre essa experiência?

Godoy: Muito trabalhosa, acho que na época não fomos compreendidos, hoje talvez fossemos melhor entendidos.

10 – Como você analisa o turismo de Gostoso de hoje, passados mais de vinte anos da sua estréia como empreendedor do turismo local?

Godoy: Dizem que pioneiro é aquele que leva todas as flechadas, foram muitas as flechas ,mais estou por aqui, arquejando mais vivo.

11 – O restaurante Lá Brisa é um sucesso comentado por todos. Fale um pouco sobre sua a atual experiência na gastronomia do Litoral Norte?

Godoy: Uma gastronomia simples, honesta sem muitas delongas mais conseguindo cravar um prato que dizem ser interessante que é o “arroz de polvo com camarão”.

12 – Que dicas você daria para quem quer investir na atividade turística de São Miguel do Gostoso?

Godoy: Como costumam dizer os sensatos, canja de galinha e cautela é bom e eu gosto.

  SABATINA ANTERIOR 

 


Sistema Integrado de ComunicaçãoConheça a Folha do Mato Grande

Expediente | Departamento Comercial | Arquivo Vivo | Classificados | Sistema Integrado | Fale Conosco
© Copyright. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total do conteúdo desta página sem a prévia autorização da nossa direção. // Designe Criativa